calendarioTerça-feira, 19 de novembro de 2019

Empréstimos

A Cooperata oferece taxas de juros competitivas, com benefícios exclusivos para você cooperado! 

São linhas de crédito pensadas e planejadas para facilitar a realização dos seus projetos.

Pessoal

Pode ser solicitado para fins de viagens, compras , despesas extras, dívidas, etc.

Odontológico

*** Destina-se ao tratamento dentário do associado e seus dependentes legais.
Limite máximo de Financiamento Anual R$ 2.100,00 (Três Mil Reais) parcelado em até 10 vezes.

(tratamento estético,  aparelho ortodôntico, e consulta, não entram na política)

Oftamológico 

*** Destina-se a compra de óculos do associado e seus dependentes legais mediante a solicitação médica.
Limite máximo de Financiamento Anual R$ 1.200,00 (Dois mil reais) parcelado em até 5 vezes.

(óculos de sol , consulta e acessórios não entram na política)
 

Materiais de Construção e Imóvel

*** Aos associados que precisam construir ou reformar , a Cooperata oferece uma taxa de juros diferenciada. Consulte a Política.

(móveis e itens de decoração não entram na política).

Parcerias

Através de convênios com algumas empresas, o associado tem acesso a descontos especiais em:
Eletrodoméstico, Eletroeletrônico, Produtos de Informática, Seguro de Automóvel e Residencial, Convênios de Lazer entre outros.

Financiamento de Veículo com Alienação Fiduciária

Financiamento de até 80% do valor da tabela FIPE para veículo com até 10 anos de uso. Consulte a Política.

 

***Para as linhas de crédito com taxas de juros diferenciadas é obrigatório a apresentação da Nota Fiscal com descrição dos itens ou serviços prestados.

Prazo para utilização das notas é de até 45 dias contados da data de emissão.

POLÍTICA DE EMPRÉSTIMO

Abrir PDF

POLÍTICA DE VEÍCULO

Abrir PDF 

ANTECIPAÇÃO DE IR

Abrir PDF 

COMO SOLICITAR

Procure o RH da filial para consulta do limite e preenchimento do contrato de empréstimo.

Basta solicitar empréstimo para ser atendido?

Não necessariamente. O cooperado solicita o empréstimo, junto à Cooperativa ou no RH da filial.
A cooperativa analisa esta solicitação, utilizando como parâmetro a disponibilidade de pagamento do cooperado, o nível de comprometimento e o volume de solicitação em relação aos recursos de capital que a Cooperativa dispõe.

Em caso de refinanciamento é recomendável pagamento de pelo menos 50% do saldo devedor 

O cooperado pode fazer quitação antecipada de empréstimo?

Sim. Permitido a quitação total do contrato ou adiantamento das últimas parcelas através de depósito.O cálculo do juros será proporcional até a data do depósito na conta da cooperativa.

A conta fica disponível no período de 01 à 20 de cada mês.

Solicite o valor para amortização no RH da filial ou nos canais de atendimento da cooperativa. 

*Carência de 30 dias para novas liberações de crédito.

O que acontece quando o funcionário sai de férias ou está afastado?

Não ocorre o desconto da parcela e juros na folha. O cooperado deve efetuar o pagamento através de deposito na conta da cooperativa, no período de 01 à 20 de cada mês.

Basta entrar em contato com o RH da filial ou nos canais de atendimento da cooperativa e solicitar o cálculo da parcela referente ao período de férias ou afastamento, evitando assim atrasos e inadimplência no contrato.

As informações da cooperativa são enviadas para a base do Banco Central do Brasil através do SCR. Por esta razão, o não pagamento da parcela dentro do mês das férias caracteriza atraso no contrato e pode gerar negativas de crédito no mercado financeiro. 

Evite restrições de crédito mantendo seu contrato de empréstimo em dia!!!

   

Sistema de Informações de Créditos do Banco Central do Brasil

O que é SCR?

O Sistema de Informações de Créditos do Banco Central do Brasil (SCR) é um banco de dados sobre operações e títulos com características de crédito e respectivas garantias, contratados por pessoas físicas e jurídicas perante instituições financeiras no país.

 

Para que servem os dados do SCR?

Para que os clientes do Sistema Financeiro Nacional possam acompanhar as informações a respeito de suas operações de crédito perante as instituições financeiras;

Para que as instituições financeiras tenham como avaliar a capacidade de pagamento dos cooperados;

Para que o Banco Central tenha informações precisas e sistemáticas sobre as operações de crédito contratadas pelas instituições financeiras, subsidiando-o na tarefa de proteger os recursos depositados pelos cidadãos nas instituições financeiras.

 

Quem pode acessar as informações constantes do SCR?

O acesso ao SCR pode ser feito pelas instituições financeiras participantes do sistema, pelos tomadores de empréstimos e financiamentos e pelas áreas especializadas do Banco Central.

Para as instituições financeiras é necessária a autorização expressa dos cooperados, já existente no contrato de empréstimo.